30 jan
Os melhores truques para corrigir a sobrancelha

Tão importante quanto uma boa maquiagem é a simetria das sobrancelhas. Bem feitas, elas valorizam o rosto e mudam a expressão, que vai do desleixo à suavidade.

Hoje em dia existem muitos métodos para correção. Uns mais e outros menos radicais, mas, é importante saber aquele que mais vai combinar com o seu problema, antes de qualquer coisa.

Aqui estão algumas opções:

Hena – Essa solução (tintura) é capaz de dar volume aos fios e estimula o seu crescimento por seus componentes naturais. As recomendações para quem pretende utilizar esse método é não combinar com cremes à base de ácidos, pois a hena minimiza a duração dessas fórmulas. Retoque a cada 15 dias.

Os melhores truques para corrigir a sobrancelha

Lápis de sobrancelha – Esse é, talvez, o mais comum e prático porque pode ser feito em casa. Sem exageros, ele é uma ótima opção que deixam a sobrancelha com um aspecto mais natural. Apesar de eficiente, ele não é de longa duração, por isso, é importante não ficar passando a mão constantemente pra não borrar. Pessoas que transpiram muito precisam retocar com maior frequência. Mas não deixa de ser prático, né?!

Maquiagem definitiva – Micropigmentações na pele por meio de agulhas é esse procedimento, que simula a maquiagem delineia sobrancelhas. Mais agressivo, ele preenche falhas além de sua longa duração – de um a sete anos.

Os melhores truques para corrigir a sobrancelha

Importante! Se ao começar a ler essa matéria você logo pensou que poderia fazer a sua em casa, pense bem. Uma, duas ou até mais de três vezes! Cada uma de nossas sobrancelhas são diferentes uma da outra. Isso exige que você deixe os dois lados iguais atentando para o formato do rosto e dos olhos. Um erro e pronto! Lá se foi a simetria, e as falhas podem te perseguir por uma vida inteira. Deixe isso nas mãos de um profissional. Fica a dica!

Implante de sobrancelha – Apenas para casos extremos é possível o implante. “Os folículos são retirados da cabeça ou da região pubiana, e depois são implantados na região receptora por meio de incisões feitas com agulhas de calibre reduzido, seguindo a orientação do crescimento dos pelos já existentes”, explica o cirurgião-plástico Helio Caprio, da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica. O resultado é bastante natural. “Feito da maneira correta, o implante realiza uma reposição anatômica dos fios, que crescem normalmente, não necessitando de retoques.”

Fonte: Minha Vida.

AS ÚLTIMAS DO INSTA
MAIS LIDOS